Seguidores

Páginas

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Ano novo!

Por acaso alguém se preocupou em saber o que eu penso sobre isso?
Me sentia feliz com o ano de 2009, agora vem essa mudança de ano assim, do nada... Foda viu! Não queria que isso acontecesse, deviam ter me consultado antes.
Mas como não será assim...
Que o ano de vocês seja péssimo, e que se realmente for péssimo vocês me culpem pelo resto da vida...
Acho que é só isso que desejo mesmo.
O Ano de 2009 foi um ano de criações, zuações, idiotices, conhecer pessoas legais, conhecer muita gente chata, ignorar essas pessoas chatas [Ohh sim], brigar com a família, brigar com os professores, brigar com a turma, brigar comigo mesmo, fazer as pazes com alguns, excluir e adicionar "pessoas" no orkut [Coloquei entre aspas, pois teve um cachorrinho dentro de um pão que me adicionou também, só que não me lembrava dele], xingar pessoas no chat, ser xingado, namorar e romper namoros [qualquer piada sobre isso, considere uma ameaça], notas altas na "facul", notas mais altas ainda [haha, acharam que eu iria reconhecer um fracasso? isso é para os fracos], desobedecer regras, descobrir o que são regras, BR vai, BR vem, enfim, um ano que com toda certeza será lembrado até ser esquecido... É, vou lembrar até quando esquecer, que mal há nisso?
Poww, quase chorei... tá bom, estou rindo.
Ahh sim, que o "ganhador da mega-sena" não ganhe! A não ser que esse indivíduo se chame Thilden, mais especificamente que seja eu.
Já sei, eu não joguei, mas e daí? Posso ganhar assim mesmo... Se duvidam, eu explico...
Alguém que tenha jogado, alguém bem lerdo mesmo, me pede pra conferir, eu confiro e "veja só, ganhou", e saio correndo... Nunca mais serei visto em lugar nenhum! Nem mesmo vou perder meu tempo postando aqui pra vocês... Ou pra ninguém, dá na mesma.

Bom, não gosto de deixar ninguém chateado, por isso fiz meu social desejando o que de melhor poderia desejar a vocês... e se não gostaram desejarei coisas ruins de verdade. Aliás, por que não iriam gostar?

Bom, isso não importa, guardem a resposta para vocês mesmos...
Um grande abraço pra vocês "pingos de gente"!
Agora vou despedir-me do ano de 2009, isso partiria meu coração, mas já que dizem que eu não tenho, isso apenas me deixará com vontade de beber!


O ano de 2009 foi também o ano da reforma ortográfica e sabe de uma coisa? Que se foda, quero que ele passe logo mesmo, começando a me fazer raiva já! E que se foda se isso estiver errado também, a época de aprender "português" já passou, não é atoa que faço faculdade à distância mesmo...
[Brincadeira, não faço faculdade à distância... CREDO]
haha
Acharam que iria me desculpar pela piada né?
Claro que não!
Mas seria uma opção... a última delas no caso. O bom é que a minha não é à distância, mas também apareço uma vez por semana... Tão estranho isso!

Agora vou deixar vocês acabarem com o tédio. Vão se distrair, vão para a balada, bebam tudo o que verem pela frente, como se o ano fosse acabar hoje...
Cuidado com o "boa noite Cinderela", com o tesão de vaca e com drogas. A não ser que curtam...
Abração!

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Nota de falecimento, agradecimentos e mais, muito mais!

Bom, na minha nota de falecimento ninguém morreu. Ainda, mas mesmo assim já está atrasada, meu amigo [Se é que o considero a tal ponto] Ramon sofreu um acidente. Aliás, não foi bem um acidente, porque no geral acidentes são ruins. Acho que aquilo se chama Castigo divino, e não sou o único a pensar assim...
Mas se foi castigo divino, ainda acho que foi pouco... O Ramon é mais uma mente psicopata nesse mundo, não precisa ter dó dele, agora eu aposto que ele vai usar esse "acidente" como pretexto para sair matando por ai.
Se bem que seria interessante se tivessem feito com ele igual com aquele menino da acupuntura lá... só que sem as agulhas no corpo, ao invés disso, pegaram um mamute [Representar o Ramon, só por acaso, o mamute é BEEEEEEEM menor] e colocaram numa bizinha [MOTO] e arrastaram e talz... É, seria mesmo interessante, não sei como não pensei antes...
Mas chega de perder tempo no blog falando dele...
Vamos falar dos agradecimentos:
Sim, quero agradecer a quem me visita e pedir a Lalá que por favor, PARE de me cobrar postagens aqui! Ela sabe mais do que eu os dias que tenho que postar... ¬¬

Mas obrigado, mesmo assim! Só estou avisando pra parar... por enquanto é um aviso, sem mais pra não comprometer.

E, por último por ser menos importante...
Hoje é aniversário do EMO. Emo = Felipe

Parabéns!
Você num merece nada de bom na sua vida, mas como é o costume...
Foda-se o costume, você está na praia, só curtindo e eu aqui, nesse lugar que só chove e chove e no outro dia faz um calor dos infernos...
Quero que o emo se afogue e que não tenha um salva-vidas por perto. Ele será levado para o mais longe possível naquele marzão... Ai um tubarão o achará e...

Continua na próxima postagem

Mentira, vou continuar nessa mesmo. O achará e matará ele. Fim!
Mas enquanto isso não acontece, quero que ele torre naquele sol... Mais ainda! E nem vou desejar que ele dê um câncer de pele, porque antes dele poder sofrer com isso o tubarão já terá o achado.

É só!
Tudo de bom pra vocês que gostam do meu blog, e pra quem não gosta... hehe

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Natalversário!

Nem todo mundo gosta da data de seu aniversário. Alguns sem motivos aparentes, outros, como no meu caso, motivos não faltam...
Uma vez, eu cansado de não ter uma festa de aniversário própria, sempre comemorações terceirizadas, resolvi fazer uma festa, nada muito importante, só um churrasquinho com os amigos... Pobre Thilden!
Na festa veio 1 amigo meu, UM!
Eu esperando umas 2 pelo menos, mas não, veio UM. Algumas pessoas de bom coração diziam: Pelo menos você tem um amigo...
PORRAAAAAAA por que você não foi então?

Mas depois disso eu desisti, vi que amizades não podem ser medidas por festas de aniversário, até porque eu estaria FERRADO!
Ontem fizeram uma surpresa pra mim...
Tá bom, sei que vocês não acreditaram, ninguém fez surpresa, eu que decidi fazer uma festa antecipada e chamei, tá bom implorei, pra uns vagabundos de plantão virem aqui em casa... Pra parecer que tenho muitos amigos e que se importam comigo! Acho que deu certo.

Bom galera, não é a melhor coisa do mundo, sempre tem aquelas piadinhas: "Você devia chamar Natalino", "que azar ganhar 1 presente só" [Porra, eu não ganho nenhum]
Ahh, vá pra casa do caralho!

Um Feliz Aniversário pra mim, afinal Eu acho que EU mereço e ninguém tem nada com isso!
Não gosto de desejar Feliz Natal para os outros, acho que essa data é minha, só minha e de mais ninguém... Só que temos que fazer um "social" básico às vezes...
20 anos tá?
Para aqueles inconvenientes que sempre estragam tudo perguntando a idade.
Até a próxima postagem!
Feliz Blog! Pronto.

Invasão- Parabéns Thilden

Rosane aqui ...
Bom invadindo isso aqui porque hoje é niver do meu Brody Thilden rsrs e ninguém melhor pra conta historia dele que eu neh rsrs. São tantas que fica ate difícil de escolher ... mas vamo la.
- Um certo dia a Joana( mãe do Thilden) chegou na escola pra conversa com os professores pra saber como o Thilden andava por lah pq ele nen era bagunceiro neh!? (rsrs) conversa vai, conversa vem, ela foi e disse: "oh fulana eu acho que meu filho Thilden tem problema de cabeça"
fulana: uai porque?!
Mãe do Thilden: Um dia cheguei em casa tarde depois que fechei o bar tava ele La na frente do PC, na "net" de óculos escuro e de cueca, bem rindo na frente do PC kkkkkk comedia pura tudo isso!
Outra história...
Eu e thilden sempre fomos parceiros, o nosso professor de matemática tinha um livro de respostas que todo mundo era doido com aquele livro, ai um amigo nosso pediu pra Rosane aqui pegar o livro pra ele, eu fui peguei, mas o professor descobriu, então tivemos que esconder o livro. Um Thilden que estava matando aula, mas estava na escola [Vai entender] estava passando na janela sem saber de nada foi pegou o livro e escondeu dentro do fichário, mas o professor veio na sala e falou que ia da 25 pontos pra quem contasse quem era. Como o pessoal da nossa sala era tudo ”amigo” ae vcs jah viram neh, contaram que era eu e o Thilden, foram fazer reunião com nossos pais ae o chorão do Dih falava que não tinha culpa disso não, que ele nem tinha pedido nada nós, que pegamos por vontade própria [Vontade de pegar e dar o livro pra ele? O.o].... moral da historia ficamos 3 dias em casa descansando, o bunitão o Dih não ganhou suspensão e tudo pra ajudar ele, porque eu e o thilden jah tínhamos os livros nossos irmãos eram santinhos... jah tinham roubado 2 kkkkkkkkkkkkkkk como você msm diz neh amigo é amigo fdp é fdp rsrs
Thilden a Rosa aqui gosta muito de você tudo de bom neste dia especial em sua vida que você seja muito feliz, que essa data se repita por muito anos de sua vida ainda... muita paz saúde de melhor possível... que Deus te abençoe sempree...
Beeeijjooo

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Parabéns Rosane!

Hoje é aniversário de uma grande amiga minha, e que motivos não faltam para ter uma história aqui. Então vamos ao que interessa...

Uma vez, no último ano da escola, todos querendo passar e não ter que voltar mais àquele lugar, só que nem todos poderiam contar com isso, principalmente a Rosane...
Mas nem tudo estava perdido ainda, a última prova ela poderia FECHAR e conseguir, só tinha essa opção. Eu disse a ela que tentaria ajudá-la, só que a matéria não era tão fácil assim.
Chegamos na sala, todos em seus lugares e a professora separa a Rosane e uma outra menina e fica vigiando a turma [Ou vigiando as meninas?]...
Acabei a prova e fiquei pensando: "coitada, não tinha como ajudar, espero que ela passe na prova de recuperação". Quando olho e vejo uma cigarra. Pessoal, não era uma cigarra, era A CIGARRA, ela iria ajudar a Rosa (Rosane) de alguma forma... Dei a volta, fui para a janela da sala, olhei e a professora no fundo, não hesitei, joguei a cigarra lá dentro e fiz um sinal para as meninas levantarem e gritarem, aconteceu. Todas as meninas correndo "da cigarra", até mesmo a professora corria. Só a Rosa que não... E no final ela ainda conseguiu fechar a prova. Até hoje fica o mistério no ar...

P.S: Tenho saudade dos tempos que ficávamos depois da aula lavando paredes e carteiras da escola que por acaso tinham nossos nomes escritos com pincel. Saudade também de quando só faziam reuniões com os nossos pais, de quando nos encontrávamos na sala do diretor por diferentes causas, e de quando roubamos o livro do professor... Por que nos entregavam? É como diz aquela música antiga e aquela comunidade do Juzé: "amigo é amigo, FDP é FDP".

Feliz Aniversário Rosane!

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Arthur, sinta-se privilegiado [Não com as coisas que faz, mas em ser o assunto do dia] haha

Na época em que eu morava em São Paulo, presenciei várias cenas engraçadas e inusitadas. Uma delas...

Bom, certo dia tínhamos que ficar até mais tarde no cursinho, pra estudar, claro. Voltamos de ônibus, eu, Marcos e Arthur. Passamos em frente a um restaurante com uma placa na frente que dizia "Prato do dia: Tutu de feijão". Tive que comentar: Existe tutu de outra coisa? Ou todo tutu é de feijão [Tenho umas dúvidas lerdas]... Disseram que não sabiam!
O Marcos olha pra placa, e diz: Olha Arthur, você é o prato do dia!
Juro que eu não entendi e perguntei o porque dele ser o prato do dia. Com toda paciência ele explicou: "Não Mineiro [Mineiro = Eu, achavam meu nome feio ¬¬]é que meu apelido é Tuto, Tutu, entendeu?
Eu: Não, mas tudo bem... A minha mãe faz tutu!
Ele: É, a minha também, é bom pra caramba! Opa, pera ai, eu como tutu, então eu auto me como...

Eu juro que eu tentei não rir!
Bom, foi bem engraçado, mas tiveram outros piores...
Desculpem não ter postado ontem! Desculpa nada, ninguém aqui tem direito de reclamar, desculpas são para os fracos.
E tenho dito.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

A inteligência dos seres...

Quando eu estava no 3º ano do segundo grau minha turma ganhou uma excursão de "presente". Faixa etária da galera em torno dos 17 anos - hormônios de sobra e aquela imensa vontade de fazer 18 anos, se embriagar sem medo de ser feliz, se entupir de tatuagens e piercings, mas que fica só na vontade.
Bom, a viagem foi planejada, não tinha porque dar errado, íamos sair por volta das 3/4:00 hs da manhã e voltaríamos 0:00 hora...
Fomos, pra um lugar chamado Catas Altas - MG - muito bom, era o dia do festival do vinho, engraçado mandar uma turma de adolescentes de 17 anos para um festival de vinhos... Fomos primeiro ao parque do Caraça, depois fomos ao local onde seria o festival, e quando chegamos lá, por volta das 15:00 hs, os professores responsáveis disseram que 18:00 hs voltaríamos. Pooooooooow o combinado não era esse, as barracas nem montadas não estavam ainda [Não pensem besteira crianças], o sol estava matando, foi então que me sentei no chão mesmo, e fiquei lá, o plano era ficar ali até que venha as 18:00 hs... Umas meninas tinham implorado pra voltarem mais cedo pra casa [Pra que aquelas demonias foram afinal?], e essas mesmas meninas sentaram perto de mim, eu estava com uma paciência do tamanho de uma ervilha, continuei quieto.
Passa um tempo, vejo uma mulher com um caderninho e parando com um monte de gente, imaginei - "deve estar entrevistando o povo, tomara que não venha me perguntar nada"- e realmente, ela foi nessa minha colega de turma que tava do meu lado e disse:
-Boa tarde, estamos fazendo uma pesquisa sobre o festival do vinho que acontece todo ano e gostaríamos de saber algumas coisas!
Menina: Tudo bem!
Mulher do caderninho: Vocês são Turistas?
Menina da turma: Não não, estamos só à passeio!
Eu: Ah, num ouvi uma coisa dessas não! [E saí]

Claro que depois contei pra todo mundo e isso foi motivo de zuação por muito tempo...
Mas foi até bom eu sair, depois daquilo eu e mais algumas pessoas encontramos com o prefeito que tinha cedido o ônibus e a Van [Kombi, nem sei como se escreve, é tão pobre], e o prefeito deu permissão para voltarmos 0:00 hora, como combinado! Alguns não gostaram, azar o deles, não estava ali para trazer paz mesmo!
Foi muito bom, bebi o que pude, show do Zé Geraldo... Hora de voltar pra casa.

Outro sorteio, pra saber quem voltaria na Kombi, foi até engraçado, meu nome tava lá de propósito, acho que já tinham selecionado os que voltariam naquilo. Não reclamei, só na hora, mas o motorista foi tão inteligente que conseguiu se perder! Fomos chegar em casa muito tempo depois do pessoal do ônibus, e ainda ouço um cara da minha sala falando: -Ohh fulana, olha aquela placa [Na placa estava "Sta. Bárbara"], o que significa Istá Barbára? [A pronúncia dele foi essa]
Depois disso, só dormindo e esperando chegar em casa mesmo...


Conclusão: Curta cada momento de suas viagens, mesmo que seja algo que você não queira, pode-se ganhar ótimas histórias assim!
Saudade da turma!
Flw pra vocês, estou postando dia sim, dia não, amanhã é o dia do não... ai que bom, livre de vocês!

domingo, 13 de dezembro de 2009

Quando é pra dar errado...

É incrível quando queremos fazer algo e "dá zebra", lembro-me de uma viagem à São Paulo, na verdade estava indo pra ficar. Minha mãe coloca um papel com alguns números de telefones em meu bolso, disse pra eu ficar despreocupado, pois ela ligaria ao meu tio avisando o número do ônibus em que eu estava e a hora da saída, não tinha com o que eu me preocupar... Eu mal sabia o que estava por vir...
"Estava eu, com a passagem comprada esperando o ônibus das 18:00 hs, poltrona número 23 [23 tá?], nem disso esqueci. Bom, o ônibus chegou, quem se despediu bem, quem não se despediu é porque eu fui às escondidas. Entrei, sentei, pouco tempo depois, uma menina senta ao meu lado, e fica conversando com a mãe, que estava na poltrona da frente.
E o ônibus segue, até uma cidade próxima, quando entra uma mulher e diz: Essa poltrona é minha, 23.
A menina que estava do meu lado disse: Não, olha aqui, a poltrona é minha, 23 também.
Eu olho para as duas e digo: Fechou, 3 poltronas 23, cheguei primeiro, daqui não saio.

A mulher que já estava impaciente chama o motorista, que resolve olhando o número das passagens lançadas no mapa, e diz: Olha, as duas estão lançadas aqui, mas o rapaz ai, o ônibus dele é o próximo, colocaram o horário errado na passagem dele.

No fim das contas, eu tive que parar em Volta Redonda [?], não me lembro se era lá mesmo, e esperar o ônibus certo... Claro que não iria perder a minha oportunidade de reclamar, fui lá nos pobres funcionários, dizer que "isso não deveria acontecer, que é um absurdo, etc etc", um deles disse: -Vou arrumar um pra você, enquanto isso vá jantar, o próximo chega, vai dar tempo.
Fui, servi minha comida, olhei o valor, quase devolvi [Brincadeira], mas era caro pra caramba! Sentei e comecei a comer, quando volta o infeliz [Não lembro o que ele era] e diz:
-O ônibus está só esperando você!
Eu: Mas eu nem comecei a comer, você disse que dava tempo, vão ter que esperar...
[Sim, eu enrolei uns 20 minutos até acabar]
Quando entrei, o motorista disse: Tem uma poltrona vaga!
Eu pensei que estava em um viveiro, nunca vi tanta bagunça, até roupas penduradas tinha, sem ar condicionado, e um cheiro de pipoca terrível. Um verdadeiro contraste comparando ao ônibus em que estava antes e nem sei porque aceitei entrar naquele, deveria ter esperado o "meu ônibus". Coragem, procurei a tal poltrona vaga...
Na frente nada, no meio nada, direita e esquerda nada, fui ver, poltrona 48, aquela do banheiro.
Mas na verdade era a 47, janela [ufaa]. Na 48 estava uma mulher enorme, se é que vocês me entendem... Ela foi educada, disse que a poltrona estava vaga, mas que ela tava com frio e não gostava de "sentar na janela". Eu estava suando, morrendo de calor, esperei ela levantar pra eu sentar, só que ela me disse que não conseguia levantar, tive que me virar pra passar entre ela e a poltrona da frente. Passado o sufoco, abri a janela e respirei bastante, começou a chover, mas a chuva ainda era a parte boa.
Quando ouço: Ohh meu filho, vai chover aqui dentro, você poderia fechar essa janela...
Eu: Posso não, acabei de jantar, não estou me sentindo muito bem, se eu fechar...
Pronto, silêncio até chegar em São Paulo!
[Até que enfim alguma coisa boa aconteceu. A mulher não era dessas curiosas, mas também, alguma qualidade ela tinha que ter, cruzes]
Chegando na rodoviária do Tietê, a desgraçada faz seu último comentário, aquele mais malicioso possível: - Você vai descer aqui mesmo?
Eu: não sei, minha mãe passou o número do ônibus em que eu estava para meu tio, mas eu tive que mudar de "busão".
Ela: Nossa, coitado, esse lugar aqui é tão perigoso...

Não que eu estivesse com medo, mas disse: E qual a outra alternativa?
Ela: Descer em São Bernardo do Campo!
Não sei porque, mas eu fiz isso.
Quando desço, ligo para meu tio e ele diz: Onde vc está?
Eu: Aqui em SBC!
Ele: O que vc está fazendo ai?
Eu: Não sei, eu desci aqui...
Ele: [Droga] Beleza, mando alguém ir ai te buscar, vai demorar muito até eu chegar!
[Desligou]

Tá bom,a moral da história é: Tenha um celular, não seja pobre o bastante a ponto de não ter um celular, faria uma diferença enorme e de quebra você tomaria uma atitude inteligente! Bom, pelo menos uma decisão lerda você não iria tomar...

Um abraço a todos, e depois "conto" mais histórias... se eu parar na metade é porque minha mãe me obrigou a desligar o computador! Não reparem!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Férias, oh sim!

Uma pena que é só da faculdade, queria férias dos vizinhos, férias de mãe chata e irmãos malucos. Aliás, nem são férias minhas, são férias dos professores... Num tenho nada contra eles não, mas bem que poderiam facilitar nosso lado, ajudas do tipo arredondar seus 10,2 de uma prova para 11,5, falar bem para os próximos professores, dos semestres seguintes... Nem pra isso! Mas o que importa é que eu passei, muito bem passado até... [Nuss, me senti um bife agora]
O que importa né? O importante é que eu soube conseguir minhas notas... Pra tudo tem um jeito, alguns dizem que é vulgaridade, ser baixo nível, outros dizem que é prostituição, mas tanto faz. A nota vai ser a mesma e você só está se garantindo, não é mesmo?
Foda é que você não pode escolher qual a matéria que vai precisar de notas... ai é que cabe ou não o preconceito... [Não falei nada comprometedor]

Bom pessoal [talvez seja um ser apenas, mas isso tanto faz], O que fica de proveito nisso tudo é: Aprenda a crescer na sua vida escolar, seja o melhor no que é bom, e aprenda a ser bom no que é ruim... Se precisar jogue sujo! Uma hora ou outra isso vai ser preciso, por que não adiantar isso um pouco?

Grande abraço à todos, e ótimas férias tenebrosas pra mim!
Até a próxima!